segunda-feira, 20 de setembro de 2021

Censura no Jornal Público e Raquel Varela

 
Aquilo que o Jornal Público fez recentemente, ao publicar e posteriormente, "despublicar" um artigo do médico Pedro Girão, apenas porque este atentava verbalmente contra a narrativa covideira dominante, propalada pela Big Pharma - maioritariamente sob controlo judaico - é uma vergonha e uma ignomínia que manchará para sempre o jornalismo português que, de resto, já caiu há muito na sarjeta dos vícios, corrupção e subordinação total às forças da Nova Ordem Mundial. 

Raquel Varela, devo dizê-lo, tenho de dizê-lo, tem sido uma das vozes mais críticas do actual governo português e da subserviência total deste, perante o lobby químico-farmacêutico e a Big Pharma, que para além de nos quererem transformar a todos em ratos de laboratório, querem usar-nos para engordar de forma escandalosa as suas fortunas que já não são pequenas. 

A pandemia do covid-19, foi a desculpa perfeita que as forças obscuras por detrás do projecto sionista, encontraram para fazer avançar a sua agenda de controlo populacional a vários níveis.

2 comentários:

  1. China está predestinada a ser grande líder num mundo multipolarizado onde o formato americano, se sobreviver, será reduzido a meia dúzia de países bananas.

    ResponderEliminar
  2. Para ficar claro para os burros. Acreditam nas mentiras dos EUA que a China é uma ameaça ao mundo. Mais são eles que invadem países no mundo inteiro e intrometem na casa dos outros, e não deixando os viverem em paz. Quem entao é uma ameaça ao mundo?

    ResponderEliminar