domingo, 4 de julho de 2021

O Partido Comunista da China é um Partido que Defende a Família e os Valores Tradicionais

 
Os supremacistas judeus que controlam o Ocidente, é bom que percebam rapidamente que a China não irá tolerar mais humilhações: 

«At this point, anyone who is still playing a China boogieman game is nothing more or less than a Jew shill.

China has made zero aggressive moves against the West, and has instead consistently begged them to stop making all these threats, to give them back control of their Taiwanese island, and to just leave them alone.

However, the Jewish globalist order is fixated on a Jewish globalist order. “Globalist” means the whole globe, and that means that China, which is on the globe, must surrender control of its country to the Jewish powers who control the Western intelligence and financial systems.

China is saying: “No. We’re keeping our country. If you want it, you can come and try to take it and see how that works out for you.”»

Eu não escondo que admiro a República Popular da China e o Presidente Xi Jinping e vou mesmo ao ponto de considerar que a China hoje, a par da Rússia e do Irão, é um dos principais guardiões da Civilização no Mundo

Sem a resistência que a China está a opor à Nova Ordem Mundial e aos psicopatas judeus que "puxam os cordelinhos" em Washington, Londres e Bruxelas, já há muito que a Humanidade estaria condenada à escravatura perpétua. A Rússia, pura e simplesmente, não tem força económica, nem militar, para resistir sozinha às forças da Nova Ordem Mundial durante muito tempo. A China emergiu por isso nos últimos anos, como um parceiro essencial na luta contra o Sionismo Internacional e o programa de destruição das nações, que está há décadas a ser implementado no Ocidente. Se os nacionalistas ocidentais não conseguirem entender isto em tempo útil e continuarem de costas viradas para a China, então estarão irremediavelmente perdidos, pois vão garantidamente perder a guerra em curso contra a Nova Ordem Mundial. 

A China contemporânea é uma superpotência em armas, que é governada por um regime que não tem medo, nem vergonha, de afirmar abertamente o orgulho na sua história e na sua raça. Não há lixo da Escola de Frankfurt, nem ideias depravadas sobre "acção afirmativa", "identidade de género" ou "multiculturalismo", a serem disseminadas nas universidades e escolas chinesas. Por outras palavras, não existe aquilo que é comummente conhecido por "Marxismo Cultural" no Ocidente, na China. As crianças chinesas são educadas de forma saudável e o Estado Chinês não anda a dizer às mesmas que "um menino pode ser uma menina" e vice-versa. O Partido Comunista da China, gostem dele ou não, é um Partido que defende a família e os valores tradicionais. Digo-vos até mais: não existe em todo o Ocidente um único partido da dita "direita" ou "extrema-direita", que seja socialmente tão conservador e nacionalista como o Partido Comunista Chinês!

O Socialismo Chinês constitui, na prática, um modelo que roça na perfeição enquanto modelo de organização da sociedade e é exactamente por este motivo, que a China está a enterrar e vai acabar por enterrar, definitivamente, o Ocidente arrogante dos "liberalismos" e das "democracias" descredibilizadas e moralmente falidas.

Aquilo que o Partido Comunista da China fez nas últimas décadas, foi lançar as bases para a sociedade mais futurista e próspera que alguma vez existiu na face da Terra. Quem já esteve na China e teve a oportunidade de observar com os seus próprios olhos aquilo que eu aqui afirmo, sabe que isto é apenas a mais pura das verdades e que a mesma está isenta de qualquer hipérbole. Resta-me, portanto, apenas enviar os meus sinceros parabéns ao Partido Comunista da China e ao Presidente Xi Jinping.

 

Sem comentários:

Enviar um comentário