terça-feira, 29 de junho de 2021

E Daqui a Quantas Décadas é Que Vai Começar o Julgamento de Joe Berardo?...

 
Em Portugal, País europeu decadente que tem um sistema judicial ao nível do Burquina Faso, parece já ser um hábito do regime fazer uma grande fanfarronice quando se detém uma figura pública por corrupção, para depois as coisas caírem em "águas de bacalhau" e ficarem a "demolhar" durante anos a fio, sem fim à vista. Assim foi com Ricardo Salgado e com José Sócrates e assim o será, ao que tudo indica, com Joe Berardo.

É difícil, muito difícil, levar Portugal a sério, pois um País que nem um sistema judicial minimamente eficiente e eficaz consegue montar, não é um País que se possa ter seriamente em conta no concerto internacional das nações e muito menos é um País onde um empresário estrangeiro possa, no seu bom juízo, investir o seu dinheiro. Qualquer processo em Portugal, por norma, leva anos e anos e mais anos ainda, para chegar ao fim. Só gente louca é que pode fazer investimentos num País assim, sabendo de antemão que se tiver um problema que tenha de ser resolvido pelos tribunais, pode andar até uma década ou mais "enrolado" com a justiça. 

Os gravíssimos problemas económicos que Portugal tem, em larga medida, são uma consequência directa da miserável (in)justiça da Terceira República Portuguesa.

domingo, 27 de junho de 2021

Irmão Nathanael: A Minha Fuga do Judaísmo Para Cristo

 
Não é todos os dias que um judeu nascido em Pittsburgh, na Pennsylvania, rejeita o Judaísmo Rabínico, converte-se ao Cristianismo Ortodoxo e acaba mesmo por se transformar num padre e monástico afiliado de forma não oficial à Igreja Ortodoxa Russa. Milton Kapner, popularmente conhecido na internet e nos meios anti-sionistas pelo seu nom de guerre, Irmão Nathanael, é um fenómeno raríssimo de coragem e tenacidade ao serviço do bem e da verdade. Que Deus o abençoe e guarde por muitos anos. Entretanto, quem não quiser perder um único video do Irmão Nathanael, só precisa de o seguir no seu canal oficial do Bitchute ou no website oficial da Brother Nathanael Foundation.

O Sr. Trump Afirmou Ontem Num Comício Que "a China, a Rússia e o Irão Estão a Humilhar" os EUA


O Sr. Trump afirmou ontem num comício que "a China, a Rússia e o Irão estão a humilhar" os EUA:

https://www.rt.com/usa/527700-trump-first-rally-2024/

O Sr. Trump está errado. Quem está a humilhar os EUA, são os próprios dirigentes dos EUA, que não passam de lacaios dos interesses sionistas. Não foi a China, nem a Rússia, nem o Irão que em 1967 atacaram deliberadamente o USS Liberty. Quem fez isto e muito mais foi o Estado de Israel. Quem está diariamente a humilhar os EUA e o povo americano é o Estado de Israel e a satânica corja sionista, que se infiltrou no Deep State e em tudo o que é cargo de poder do aparelho de Estado americano.

Está na hora de o Sr. Trump se calar de uma vez por todas e desaparecer. Já chega de tanta insanidade e mentira.

 

sábado, 26 de junho de 2021

Um Judeu Destrói um Sionista em 23 Segundos - Cena Épica!

 
"Zionist are not Jewish!" O pobre do judeu nem precisa de dizer mais nada... 

Se Moisés voltasse à Terra e visse aquilo em que o Judaísmo contemporâneo degenerou e observasse com os seus próprios olhos, como os judeus sionistas, diariamente, escarram em cima das leis de Deus e do Universo, eu creio que o próprio Moisés, na hora, viraria as costas a Israel e amaldiçoaria para todo o sempre os falsos judeus, que andam pelo Mundo fora, a fazer exactamente o contrário daquilo que Deus ordenou nos Dez Mandamentos que confiou a Moisés. 

 

A Líbia, Gaddafi e a Verdade Ocultada


Por esta altura, há dez anos, caíam em Trípoli as bombas "humanitárias" da NATO, em apoio dos terroristas wahhabitas com que o Ocidente inundou a Líbia, de forma a poder construir mais uma "gloriosa democracia" à americana. Gaddafi avisou desde o primeiro momento que aquilo que a NATO estava a fazer na Líbia, era a apoiar a Al Qaeda. Gaddafi tinha razão.

Os media ocidentais, absolutamente apócrifos e mentirosos como sempre, em lugar de investigarem de forma credível aquilo que se estava realmente a passar na Líbia, fizeram troça das afirmações de Gaddafi, insinuaram que o mesmo tinha perdido a noção da realidade, que era "um louco" e apoiaram em pleno, o bombardeamento e a destruição do País que tinha um dos maiores índices de desenvolvimento humano em África. Recordo-me até e muito bem, de ver o senhor "comentador" do raio que o parta, Miguel Andresen de Sousa Tavares, a defender "alto e bom som" na televisão, a criminosa intervenção militar da NATO contra o regime de Muammar Gaddafi.

Os senhores políticos, jornalistas e mercenários da NATO que, ao serviço dos Rothschild e do Sionismo Internacional, atacaram e bombardearam a Líbia até à destruição completa, num Mundo decente, já teriam sido todos presos, julgados e enforcados exemplarmente em praça pública.

sexta-feira, 25 de junho de 2021

O Passaporte Digital...

 

Os EUA/NATO Parece Que Continuam Sem Compreender a Real Dimensão do Poder Militar Russo no Mar Negro

 
Os EUA/NATO parece que continuam sem compreender a real dimensão do poder militar russo no Mar Negro:

https://sputniknews.com/military/202106251083241143-russian-military-warns-us-uk-not-to-test-fate-in-black-sea-in-wake-of-hms-defender-incident/

Qualquer navio da NATO que provoque ou ataque a Federação Russa no Mar Negro ou no Mar de Azov, terá um tempo de vida que será medido em minutos. Estes mares são, de facto, "lagos russos" onde a presença e liberdade de navegação das embarcações da NATO, depende inteiramente da boa vontade russa, como o Saker já explicou inúmeras vezes:

«Let me give you the single most important element to understand what is (and what is not) taking place: the Sea of Azov and the Black Sea are, in military terms, “Russian lakes”.  That means that Russia has the means to destroy any and all ships (or aircraft) over these two seas: on the Black Sea the life expectancy of any intruder would be measured in minutes, on the Sea of Azov in seconds.  Let me repeat here that any and all ships deployed in the Black Sea and the Sea of Azov are detected and tracked by Russia and they can all easily be destroyed.  The Russians know that, the Ukrainians know that and, of course, the Empire knows that.»

Se a NATO pretende desafiar militarmente a Rússia, então é bom que a NATO e os seus vassalos tenham todos noção do custo que lhes vai ser imposto por Vladimir Putin. Qualquer analista ou especialista em temas militares que saiba realmente daquilo que fala, tem obrigação de saber que a NATO, hoje, não possui meios para se defender de mísseis hipersónicos como o Kh-47M2 Kinzhal, que foi especificamente desenvolvido pela indústria militar russa, com a intenção de atacar e destruir todos os tipos de navios de guerra que a NATO tem ao seu dispor, incluindo os obsoletos porta-aviões americanos, que são muito mais vulneráveis do que parecem.

A fragilidade da NATO em termos navais é actualmente de tal ordem, que não será exagero descrever as marinhas da NATO como sendo autênticos "tigres de papel", se as mesmas alguma vez tiverem de enfrentar a Federação Russa no mar. O único trunfo naval que a NATO ainda possui são os seus submarinos, que são realmente bons e capazes, no entanto, nunca ninguém ganhou uma guerra só com submarinos e os generais da NATO sabem disto perfeitamente bem. 

A Rússia, a China e o Irão estão a preparar-se militarmente para ter de enfrentar a Nova Ordem Mundial no campo de batalha. A Terceira Guerra Mundial não é inevitável, mas infelizmente, é cada vez mais provável. A culpa do que vier a acontecer, se o "Rubicão" for eventualmente ultrapassado, será inteiramente da elite anglo-sionista que comanda o Ocidente e dos oficiais militares traidores da NATO, que permitiram que os seus países fossem completamente capturados e sequestrados, pela mais sinistra força que alguma vez existiu na história da Humanidade.

Em nome da Liberdade de Expressão, Pluralismo e Democracia, o Governo Americano Apreendeu o Website da PressTV!


O medo que a canalha do costume tem do Irão é de tal ordem, que nem os media iranianos escapam à onda de censura e repressão, que as forças da Nova Ordem Mundial estão afincadamente a levar a cabo. Depois de terem encerrado o canal da PressTV no YouTube, foi agora a vez do governo americano apreender o website da PressTV.

A boa notícia é que a vitória para o Império Anglo-Sionista foi "Sol de pouca dura", pois o website da PressTV continua operacional a partir de um endereço baseado em solo iraniano e por isso mesmo à prova de futuras apreensões:

https://www.presstv.ir/

quinta-feira, 24 de junho de 2021

Nem a Rua Sésamo Escapa à Ditadura do Lobby Gay


Nem a Rua Sésamo escapa à ditadura do lobby gay:

http://www.occidentaldissent.com/2021/06/22/sodomy-street-introduces-family-with-two-gay-dads-for-pride-month/

Recordo-me de ver a Rua Sésamo durante a minha infância na saudosa década de 1990. À época, era um programa infantil bastante inocente e onde ainda não se fazia sentir qualquer espécie de influência da parte do lobby gay. Hoje, porém, tudo mudou. A Rua Sésamo já não é um programa inocente de entretenimento infantil, mas sim, um programa destinado à lavagem cerebral e doutrinação ideológica das crianças. Jim Henson não merecia isto.

Em França, um General é Perseguido Apenas Por Ter Perguntado "Quem Controla os Media?"

 


Em França, um General é perseguido apenas por ter perguntado "quem controla os media?":

Obviamente, a elite sionista que controla a França, tem pavor da verdade e sem dúvida nenhuma, o maior de todos os pavores desta gente, é que os franceses descubram quem é que realmente está por detrás de toda a orgia de destruição social, cultural e económica, de que a França tem sido alvo desde pelo menos a década de 1960.  
 

quarta-feira, 23 de junho de 2021

O "Anti-Racismo" Militante Está a Infestar o Ocidente a um Nível Que Pode Ser Considerado já Como Sendo Orwelliano

 
O "anti-racismo" militante está a infestar o Ocidente a um nível que pode ser considerado já como sendo orwelliano. Isto está a prejudicar gravemente a cultura e as sociedades ocidentais e já está a provocar danos graves nas próprias identidades nacionais, dos países que caiem vítimas desta insanidade "anti-racista", que tem raízes directas nas teses apócrifas dos judeus da Escola de Frankfurt

Existe um plano sionista para desmantelar o Ocidente e mergulhar o mesmo em guerra civil perpétua. Os sionistas precisam de destruir as nações ocidentais, de forma a poderem criar um governo Mundial que terá a sua sede em Jerusalém. O próprio Fernando Pessoa já tinha alertado para este plano há cerca de um século e infelizmente, poucos lhe prestaram a devida atenção. Nem sequer o Estado Novo, no seio do qual existia uma forte corrente anti-sionista, teve a coragem de publicamente alertar Portugal e o Mundo sobre o perigo sionista. Talvez Salazar temesse represálias da parte dos Rothschild, se começasse a falar demasiado dos planos sionistas em público. Não sei. Não sou especialista nesta matéria. 

O único País do Mundo que denuncia abertamente esta escumalha, verdade seja dita, é a República Islâmica do Irão. Mesmo a Rússia e a China, apesar de terem uma política que, na prática, vai directamente, contra os interesses do Estado de Israel, apesar disto, nem Putin, nem Xi Jinping, se atrevem a atacar aberta e frontalmente os sionistas. Isto não se deve a qualquer espécie de fraqueza, mas sim, a pura estratégia a vários níveis. Entrar aberta e frontalmente em choque com o poder sionista e a família Rothschild, é perigoso e potencialmente fatal. Putin e Xi Jinping sabem disto e é exactamente por saberem disto que estão a tentar "navegar as ondas" da forma mais subtil possível. O poder anglo-sionista, eventualmente, acabará destruído, que ninguém duvide disto, mas vai ainda levar algum tempo até tal acontecer.

O Ocidente não se vai libertar da loucura "anti-racista" militante, enquanto não quebrar a estrutura de poder sionista que sequestrou por completo os EUA e a UE. Isto significa que o Império Anglo-Sionista tem de ser quebrado e em última análise, destruído de uma vez por todas. A maioria dos ocidentais não tem noção de nada disto e embalados pelas cantigas pró-Israel da psedo-direita tipo CHEGA, vão cavando as suas próprias sepulturas sem darem minimamente por isso.

A Rússia Podia e Devia de Ter Afundado o Navio da Royal Navy Que Hoje Decidiu ir Criar Problemas no Mar Negro

 
A Rússia podia e devia de ter afundado o navio da Royal Navy, o HMS Defender, que hoje decidiu ir criar problemas no Mar Negro:

A NATO precisa urgentemente de ser metida no seu devido lugar. Na próxima semana, vai realizar-se o Exercício Sea Breeze 2021 na zona do Mar Negro, no qual vão participar cerca de trinta estados vassalos do Império Anglo-Sionista. Depois do que aconteceu hoje, é muito provável que a Federação Russa vá tomar medidas no sentido de reforçar as suas defesas no Mar Negro e presentear os rapazes da NATO com algumas "surpresas" desagradáveis. 

Os terroristas e mercenários da NATO fariam bem em parar com as suas provocações. As forças militares da NATO são neste momento extremamente vulneráveis, devido ao simples facto de que nenhum País da NATO possui qualquer capacidade para se defender dos mísseis hipersónicos que a Rússia tem no seu arsenal. Isto significa que se a Federação Russa quiser afundar os navios da NATO, a Federação Russa vai afundar os navios da NATO, onde quiser e como quiser, incluindo os porta-aviões obsoletos dos ianques, que em boa verdade, não passam de gigantescos caixões flutuantes.

domingo, 20 de junho de 2021

Bring it on, Baby!

 
 

O Estado Terrorista de Israel diz que não tem outra escolha a não ser atacar o Irão, após a recente vitoria de Ebrahim Raisi nas eleições presidenciais:

https://br.sputniknews.com/oriente_medio_africa/2021062017677479-israel-nao-ve-outra-escolha-a-nao-ser-atacar-programa-nuclear-do-ira-segundo-relatos/

O regime genocida que governa Israel, mais os seus lacaios miseráveis dos EUA/NATO, parece que ainda não perceberam que é exactamente isto que a República Islâmica do Irão quer. 

Bring it on, baby! O Irão e o Eixo da Resistência estão totalmente preparados para uma guerra total contra o Império Anglo-Sionista e uma coisa vos garanto: Israel e os EUA até podem começar a guerra, mas vai ser o Irão e os seus aliados que vão ditar como, quando e em que condições a mesma vai terminar.


O Lobby Gay Está ao Assalto das Forças Armadas dos EUA

 
No fundo, isto é uma excelente notícia que o Irmão Nathanael nos traz, pois quanto mais infiltradas e corroídas estiverem as Forças Armadas dos EUA, pelas ideias lunáticas dos judeus da Escola de Frankfurt, menos eficazes as mesmas serão no campo de batalha. Esta podridão vai reflectir-se e já se está a reflectir na própria NATO como um todo. Que ninguém duvide por um momento sequer que Putin, Xi Jinping e Ali Khamenei, estão a esfregar as mãos de felicidade com isto. A subversão a partir de dentro e o consequente enfraquecimento dos EUA/NATO, ou seja, do Império Anglo-Sionista, é uma excelente notícia para a Rússia, a China e o Irão.

Vamos lá rapaziada da NATO, toca a fazer mais paradas gays e mais operações de mudança de sexo. Cada soldado da NATO deve até ser equipado com um microfone, de forma a poder exercer o seu direito de protesto "democrático" na hora, quando lhe apetecer e onde lhe apetecer.

O Rei da Arábia Saudita Continua a Pagar o Preço Por Ser a Prostituta Nº1 do Império Anglo-Sionista no Médio Oriente

 
Enquanto o Rei da Arábia Saudita, Mohammed bin Salman, não parar de ser a prostituta Nº1 do Império Anglo-Sionista no Médio Oriente, o seu reino e as suas tropas continuarão a ser alvo de cada vez mais ataques da parte dos houthis e os mesmos, inevitavelmente, serão cada vez mais mortíferos e devastadores.

Se Bin Salman quer a paz na Arábia Saudita, então ele terá de começar por parar imediatamente o seu ataque genocida contra o Iémene e vai ter de parar de exportar a ideologia wahhabita e apoiar grupos terroristas como o Daesh. Correr com os ianques para fora da Arábia Saudita é outro passo essencial e necessário, para que a paz possa chegar ao Médio Oriente. 

Se Bin Salman não quiser fazer nada do acima exposta, então o Eixo da Resistência não terá outra opção que não seja a de continuar a atacar as bases militares, refinarias e aeroportos da Arábia Saudita com mísseis e drones. Isto vai continuar a ser assim até que o elo mais fraco quebre e todos sabemos que nesta equação, a Arábia Saudita e o Rei Bin Salman são, de longe, o elo mais fraco e vulnerável...

sexta-feira, 18 de junho de 2021

Os EUA Vão Pagar um Preço Pesado em Sangue se Insistirem em Continuar a Sua Presença Militar no Iraque

 
Qais Khazali apenas afirma o óbvio...  A tropa ianque no Iraque vai ser alvo de ataques cada vez mais sofisticados e sangrentos, se continuar a insistir em permanecer ilegalmente em território iraquiano. Até aqui, as forças que os EUA têm estacionadas tanto no Iraque, como na Síria, têm sido alvo de ataques que evitam propositadamente provocar baixas humanas entre a tropa americana. No entanto e tal conforme foi prometido pelo Eixo da Resistência, os EUA, a NATO e todos os lacaios de Israel, irão ser de uma forma, ou de outra, expulsos do Médio Oriente. Esta é a política oficial da República Islâmica do Irão e a mesma vai inteiramente ao encontro dos interesses russos e chineses na região, que pretendem ver os EUA/NATO escorraçados do Médio Oriente de uma vez por todas.

Há quem no Ocidente ainda não se tenha apercebido, mas o facto é que o Mundo Civilizado está completamente farto da barbárie, falta de educação e arrogância grotesca dos EUA, da UE, da NATO e de Israel. O Ocidente está, hoje, a ser governado pelos maiores patrocinadores de terrorismo no Mundo e os principiais responsáveis por pelo menos 90% das guerras e horrores que ocorrem no planeta, porém, apesar disto, a Rússia, a China e o Irão é que são sempre "os maus da fita", de acordo com os apócrifos media ocidentais. Só um perfeito retardado mental, perante as evidências disponíveis, é que não vê e percebe de forma absolutamente lúcida e cristalina, o que realmente se está a passar no Mundo.

segunda-feira, 14 de junho de 2021

Isto é o Novo Primeiro-Ministro de Israel

 
No Estado Terrorista de Israel é assim. Sai um genocida e entra outro genocida. Naftali Bennett, que aparenta ser um psicopata sem quaisquer escrúpulos, ética ou moral, vai não apenas continuar as políticas criminosas de Netanyahu, como vai também, ao que tudo indica, intensificar as mesmas. 

Israel não tem, nem pode ter qualquer direito a existir. Um Estado que faz do genocídio a sua política oficial, não tem, nem pode ter qualquer direito a existir.

domingo, 13 de junho de 2021

Rachel Levine é um Exemplo Perfeito do Tipo de Demência Que Gradualmente Está a Tomar Conta do Ocidente

 

Qual é o Objectivo da Cimeira Biden-Putin?

 
Como todos sabem, no próximo dia 16 de Junho, vai realizar-se a primeira e possivelmente última cimeira entre Biden e o Presidente Putin. O objectivo desta cimeira, para os EUA/NATO, é atrair a Rússia para a órbita do Império Anglo-Sionista e consequentemente, afastar Putin da sua aliança estratégica com Xi Jinping:

https://www.moonofalabama.org/2021/06/why-is-there-a-biden-putin-summit-and-what-is-it-supposed-to-achieve.html

Este plano, como quase todos os outros planos dos anglo-sionistas, vai falhar por um motivo muito simples: é que os russos não são estúpidos e sabem perfeitamente bem que os EUA/NATO e a UE, não são parceiros de confiança e quase nunca cumprem aquilo que prometem

Um acordo assinado com os EUA/NATO ou a UE, não vale sequer o próprio papel em que está escrito. Isto é um facto comprovado pela história. 

A China, o Presidente Xi Jinping e o Mundo da diplomacia chinesa, são muito mais confiáveis do que qualquer diplomacia ocidental nos dias que correm. Putin e Lavrov sabem perfeitamente bem disto e é exactamente por saberem disto, que a Cimeira Biden-Putin vai sair completamente gorada para os EUA/NATO.

A elite sinistra que dirige o Império Anglo-Sionista, tem total noção de que não possui capacidade económica, nem militar, para conseguir conter e muito menos derrotar, a China e a Rússia em simultâneo. Depois de terem sido derrotados e humilhados na Ucrânia e na Síria, os dirigentes do Império, parece que decidiram começar a aliciar a Rússia para o seu campo (a velha estratégia de Henry Kissinger...) e foi com tal intenção em vista, que os EUA/NATO decidiram parar de provocar a Rússia no Mar Negro, ao passo que deixaram de pressionar a Alemanha, no sentido de parar a construção do Nordstream II. Na Ucrânia, a tensão também foi aliviada, tudo com o objectivo de enviar um "sinal" de uma pretensa "bondade" anglo-sionista (ahahahahahhaha...) na direcção de Moscovo. 

Em troca desta "bondade" dos EUA/NATO, a elite anglo-sionista pretende que Putin interrompa a sua parceria estratégica com a China e o Presidente Xi Jinping e passe a fazer o "jogo" dos EUA/NATO, que consiste em provocar, ameaçar, hostilizar, cercar e sancionar a China, tudo com o objectivo de colocar a mesma novamente de joelhos. Tal fantasia delirante, como é mais do que óbvio e como eu já expliquei várias vezes, não se vai concretizar. 

Vladimir Putin sabe que a única coisa que os anglo-sionistas pretendem com estas manobras geopolíticas, é apenas ganhar tempo. O Império, na sua incapacidade para conseguir fazer frente à China e à Rússia em simultâneo, pretende agora destruir cada um destes países de forma individual. Primeiro, usando a velha estratégia de Kissinger, querem atirar a Rússia contra a China e posteriormente, quando a China estiver suficientemente enfraquecida, o Império vai-se atirar contra a Rússia com todas as suas forças. Pelo caminho, as nações do Ocidente vão continuar a ser gradualmente desmanteladas e as "migrações" em massa vão continuar, pois tudo isto faz parte do grande plano da elite anglo-sionista, para eventualmente criar um governo Mundial, cuja capital será Jerusalém e perante a qual todos os goyim bem comportadinhos se prostrarão. 

Este plano diabólico vai falhar e já começou a falhar. Não haverá acordo nenhum, nem parceria nenhuma da parte da Rússia, para com os EUA/NATO, no sentido de combater ou sequer hostilizar a China. Os anglo-sionistas não são pessoas de bem e eu aconselho e advirto muito seriamente, os governantes e militares portugueses a iniciarem o mais rapidamente possível, o processo de afastamento de Portugal da órbita dos EUA/NATO. Isto significa que Portugal deve abandonar também a UE e voltar a ser um País verdadeiramente Independente, que controla as suas fronteiras e emite moeda própria. A China, a Rússia e todos os seus aliados, estão disponíveis para prestar assistência diplomática, económica, financeira e militar, aos países que queiram sair da prisão dos povos que é a UE e o maldito "Euro". Portugal só tem a perder em continuar a pertencer a esta distopia lunática, em que entrou pela mão de Mário Soares, que terá sido muito provavelmente o mais incompetente e irresponsável (des)governante que Portugal alguma vez teve.

O Império Anglo-Sionista, de uma forma ou de outra, vai ser gradualmente destruído e desmantelado dentro das próximas duas a três décadas, pelo poder combinado da Rússia, da China e também do corajoso Irão. Eu não gostaria de ver Portugal apanhado no meio deste fogo cruzado e muito menos quero ver Portugal do lado dos derrotados da história... 
 

Insegurança Alimentar nos EUA: Mais de 40 Milhões de Pessoas Poderão Ser Afectadas Este Ano

 
Entretanto, as contas offshore onde a elite junta a riqueza que anda a saquear aos povos, estão a abarrotar de forma pornográfica. Daquilo que se tem conseguido apurar, os "super-ricos" têm neste momento em paraísos fiscais offshore, um valor que rondará os 32 triliões de dólares. Sim, leram bem, 32 triliões de dólares.

Não é preciso ser-se muito inteligente para se perceber que o modelo económico que predomina no Ocidente, está completamente ultrapassado e já não serve os interesses da maioria das pessoas. É um facto que os ricos estão cada vez mais ricos e os pobres cada vez mais pobres. A precariedade em massa, a insegurança laboral, a perda de poder de compra, tudo isto são sintomas de um sistema económico em falência e que precisa de ser urgentemente repensado. 

A elite anglo-sionista e os "super-ricos" que estão alinhados com a mesma, vão usar a desculpa da crise económica, provocada pela Pandemia de COVID-19, para cortarem ainda mais nos salários e direitos dos trabalhadores. Quando a elite fala em "flexibilização" do mercado de trabalho, isto significa apenas aumentar a precariedade laboral e facilitar os despedimentos a eito. Não é nada mais do que isso. Estas políticas económicas desastrosas vão, inevitavelmente, gerar descontentamento no Ocidente. A China e a Rússia, muito provavelmente, vão usar este mesmo descontentamento a seu favor, para poderem dar mais uma "machadada" na estrutura de poder do Império Anglo-Sionista.

sábado, 12 de junho de 2021

Esta Era a Rússia de Que a "Democrática" Elite Ocidental Gostava

 
A Rússia "boa" e "democrática" dos anos 1990.  
 
Esta era a Rússia de que a "democrática" elite ocidental gostava:

https://www.rt.com/russia/526345-yeltsin-cia-connection-claim/

Bem comportadinha, subjugada ao Império Anglo-Sionista, com a economia totalmente nas mãos de oligarcas judeus e o povo russo a pedir esmolas na rua. Esta era a Rússia "boa". A Rússia liderada por um alcoólico e sabujo da CIA. A Rússia "civilizada" dos anos 1990. A Rússia de que Washington, Londres e Paris têm saudades. Lisboa se calhar também tem saudades desta Rússia. Não sei. A crer no tipo de lixo que a comunicação social "portuguesa" anda a vomitar nos últimos dias, parece que sim. Putin é um "ditador mauzão", porque acabou com este regabofe "democrata", percebem? Quem se atreve a acabar com o regabofe "democrata" dos anglo-sionistas, é um "ditador", isto de acordo com os apócrifos media ocidentais. É assim que as coisas funcionam.

A verdade, é que o Império só é "amigo" dos países e povos que se rebaixam completamente perante o mesmo. Os anglo-sionistas, na sua concepção messiânica (e genocida...) do Mundo, não toleram qualquer dissidência real ao seu poder e estão dispostos a matar e torturar na ordem dos milhões e até dos biliões, para continuarem agarrados ao poder. É exactamente por isto que o Império tem de ser quebrado e destruído. A NATO é uma organização terrorista e deve ser tratada como tal pelo Mundo Civilizado. Digo até sem qualquer rodeio: A Rússia, a China e o Irão, devem de começar a tomar medidas no sentido de impedir ou pelo menos dificultar ao máximo, a liberdade de navegação da NATO fora do espaço atlântico. É assim que o Mundo Civilizado deve responder à barbárie vinda do Ocidente. 

Claro que eu bem sei que os militares "portugueses", que morrem de amores pela NATO (a mesma cambada inútil que há quase 50 anos, sustenta o regime abrilino da "democracia" à moda americana...), ficam furiosos quando se escrevem estas coisas, mas eu, a esses, digo-lhes na cara que todo o português que, em consciência, defender ou apoiar activamente o Império Anglo-Sionista, é um traidor à Pátria. É tão simples quanto isto! 

Um "português" que combate pela NATO, não é um português, mas um lacaio do Sionismo Internacional, do Supremacismo Judaico e da Nova Ordem Mundial.

A podridão que hoje grassa em Portugal e no Ocidente, foi disseminada e alimentada pela elite anglo-sionista, que está inteiramente comprometida e determinada a destruir as nações e diluir as mesmas, num "caldeirão" de conflitos e barbárie, que dá pelo nome de "multiculturalismo". O que os sionistas queriam fazer no Médio Oriente, através da implementação do Plano Oded Yinon (que foi interrompida pela intervenção russa na Síria...), é exactamente o mesmo que pretendem fazer na Europa e nos EUA. O objectivo final baseia-se na velha estratégia de "dividir para reinar" e é aqui, precisamente aqui, que as "migrações" em massa encaixam de forma perfeita nisto tudo. Só um completo idiota ou ignorante é que não consegue perceber isto, quando confrontado com os dados empíricos que estão disponíveis. São os anglo-sionistas que estão por detrás de toda esta cabala satânica. Que ninguém tenha a menor dúvida sobre isto!

Adenda: Na próxima semana, se nada entretanto mudar, o Presidente Putin vai encontrar-se com o lacaio de serviço que ocupa actualmente a Casa Branca. Não esperem nada desta cimeira. A elite anglo-sionista é aquilo que em inglês se designa por um "basket case" clássico e eu, muito sinceramente, nem sequer acredito que valha a pena perder mais tempo a tentar negociar ou dialogar com esta gente, seja sobre o que for.

Mas Isto é um Presidente ou um Desenho Animado?...

 

 
Talvez não seja nem um Presidente, nem um desenho animado. Talvez seja apenas a versão portuguesa do Mr. Bean...

Lavrov: A Rússia Não Tem Ambições de Ser Uma Superpotência

 
Ouvir as declarações equilibradas e sábias dos diplomatas russos e comparar as mesmas, com as convulsões verbais da elite esquizofrénica que governa o Ocidente, é um bom meio para se perceber bem o grau de loucura e insanidade que se apoderou da nossa Civilização falhada. 

Francisco Rodrigues dos Santos, o bétinho da pseudo-direita com selo kosher, que lidera o CDS/PP, descreveu anteontem o regime do Presidente Putin como sendo um "governo que viola os direitos humanos e mata opositores." 

Haverá diplomacia possível com gente desta? 

Eu creio que não. Eu creio que se isto continuar assim, a Rússia, em aliança com a China, acabará por não ter eventualmente outra escolha, que não seja a de quebrar o Ocidente e quebrá-lo de uma forma que vai ser muito dolorosa, total e irreversível. 

sexta-feira, 11 de junho de 2021

Os Talibã Estão a Capturar Cada Vez Mais Territórios à Medida Que os EUA/NATO Retiram do Afeganistão

 
Parece que o plano do Império Anglo-Sionista para transformar o Afeganistão numa base avançada da NATO, a partir da qual poderia ameaçar a China, o Irão e a Rússia, foi definitivamente por água abaixo:

https://www.youtube.com/watch?v=crD5HxwxBSU

Não entendo, com toda a honestidade, como é que pode haver militares portugueses que se orgulham do serviço prestado no Afeganistão, tendo em conta que esse mesmo serviço foi prestado, única e exclusivamente, em prol da elite anglo-sionista e do complexo militar-industrial dos EUA e de Israel. Se o fizeram por dinheiro, então que o admitam, mas por Portugal? Que interesse ou benefício é que Portugal colhe em ir para o Afeganistão, combater pelos interesses anglo-sionistas? Que ameaça é que os Talibã alguma vez representaram para Portugal e os Portugueses?!

Há indícios de que os Talibã estão a preparar uma espécie de "Ofensiva do Tet", que será lançada assim que os EUA/NATO abandonarem por completo o Afeganistão. Dado o péssimo estado em que se encontram as Forças Armadas Afegãs, que sofrem de problemas de toda a ordem, é de prever que as mesmas colapsem rapidamente sem a assistência militar dos EUA/NATO. 

Vinte anos depois de George W. Bush ter declarado a famosa War on Terror (ahahahahahahha....) e ter jurado que iria construir uma democracia liberal no Afeganistão (ahahahahahhahaha...), os Talibã estão de volta à ofensiva e parecem estar determinados a retomar todo o território que perderam. A história o que dirá inevitavelmente disto é que os EUA/NATO perderam a Guerra do Afeganistão, tal como já tinham perdido a Guerra do Vietname. 

Morreram e ficaram feridos milhares de soldados americanos e europeus para nada. Rigorosamente nada. Quanto aos civis afegãos, esses já vão em 47,245 mortos. Tudo em nome da "democracia", pois claro.

Putin Não Precisa da Câmara Municipal de Lisboa Para Saber Quem São os Inimigos da Rússia

 
O comunicado oficial, divulgado pela Embaixada da Rússia em Lisboa, a propósito da polémica em causa. 

Confesso que não consigo entender a polémica que por aí vai a propósito de, alegadamente, a Câmara Municipal de Lisboa ter enviado dados sobre "activistas" anti-Putin, para a Embaixada da Federação Russa em Lisboa. Os dados em questão, de acordo com as informações disponíveis, são os nomes, os números de identificação, as moradas e os contactos telefónicos. Nada de especial, portanto. 

Eu garanto-vos que nem o FSB, nem o SVR, precisam que a Câmara Municipal de Lisboa lhes envie dados pessoais de "activistas" anti-Putin, para saber quem é que são os inimigos da Rússia, tanto no plano interno, como no plano externo. Os serviços de informações russos são dos mais sofisticados, experientes e capazes que existem na face da Terra e sabem, por conseguinte, quem são, onde vivem, quem apoia e quem financia os inimigos do Presidente Putin e da Federação Russa. O FSB e o SVR, não necessitam da Câmara Municipal de Lisboa para coisa nenhuma e só um perfeito idiota, é que pode pensar que um produto do "sistema" como Fernando Medina, está de alguma forma "feito" com a Rússia de Vladimir Putin. 

Quanto aos apoiantes de Alexei Navalny, só tenho uma coisa a dizer: informem-se melhor e deixem de acreditar nas mentiras e desinformação, que os agentes do Império Anglo-Sionista andam desesperadamente a espalhar pelo Mundo. Alexei Navalny não tem quase popularidade nenhuma na Rússia e é, em boa verdade, um agente ao serviço de interesses externos, que tem como objectivo subverter a Rússia e levar a mesma de volta ao tempo de Boris Yeltsin, quando os oligarcas judeus dominavam por completo a economia russa e por pouco não levaram à fragmentação da mesma, algo que como sabemos, é um velho "sonho molhado" da elite anglo-sionista. Aliás, a própria antiga Secretária de Estado dos EUA, a judia sionista Madeleine Albright, perguntou uma vez se "haverá justiça se uma terra como a Sibéria for propriedade de um só País?" Esta frase é bem revleadora das intenções dos anglo-sionistas para com a Rússia e isto não é nada de novo, pois desde a Idade Média que o Ocidente vive obcecado com a conquista e subjugação da Rússia. Primeiro foram as Cruzadas do Norte, depois foram os Exércitos de Napoleão e depois foi a vez de Hitler. O Ocidente vive nesta obsessão anti-russa e a fusão da mentalidade messiânica das elites ocidentais, com o Sionismo, só veio agravar esta situação.

O ódio das absolutamente corruptas e diabólicas elites ocidentais contra a Rússia, nada tem a ver com "direitos humanos" ou "democracia". Tem a ver, isso sim, é com o ódio tresloucado que esta gente tem ao sucesso das políticas e do regime de Vladimir Putin. É isto que eles não perdoam e é exactamente por isto que a Rússia é atacada e difamada 24/7, em praticamente todos os canais de televisão e jornais do Ocidente. As forças sinistras que estão por detrás do projecto da Nova Ordem Mundial, estão com medo de Putin e têm motivo para ter medo, pois a guerra que hoje opõe a Rússia, a China e o Irão ao Império Anglo-Sionista, apenas irá terminar com a derrota total de uma das partes e todos sabemos que neste choque de forças que está apenas a começar, os anglo-sionistas são a todos os níveis a parte mais fraca e vulnerável...

  

quinta-feira, 10 de junho de 2021

10 de Junho Pode Ser Tudo... MENOS o Dia de Portugal

Quanto é Que Será Que o Império Paga aos "Cravinhos", Para Vomitarem Lixo Verbal Deste Calibre?

 
Sua Excelência e grande especialista na arte da guerra, o Ministro da Defesa Nacional, João Gomes Cravinho. 
 

Nem imaginam o gozo que me dá ver políticos "portugueses", a ameaçar e a difamar abertamente a Rússia de Putin. O "nosso" Ministro da Defesa Nacional, "pardon my french", do ponto de vista militar, nem força tem para dar um peido na direcção de Moscovo, no entanto, aqui está ele todo forte e potente a denunciar a grande "ameaça" russa: 

 «O ministro da Defesa Nacional e o seu homólogo esloveno descreveram esta sexta-feira a Rússia como "uma ameaça" e receitaram a "unidade da União Europeia" como "o melhor remédio" para resolver o problema.

"É evidente que o comportamento da Rússia constitui uma ameaça para a União Europeia (UE). A abordagem da Rússia enquadra-se no âmbito dos riscos para a UE", declarou Gomes Cravinho, em conferência de imprensa conjunta com o esloveno Matej Tonin, após reunião informal de responsáveis pela Defesa dos 27, no Palácio Nacional de Queluz, Lisboa, no âmbito da Presidência Portuguesa do Conselho da União Europeia (PPUE).

[...]

"Aquilo que Putin [Presidente russo] disse ontem ou hoje ou anteontem não foi objeto de reflexão. Sabemos, e cada vez melhor, o que esperar do lado do Presidente Putin. Não constitui nenhuma surpresa e faz parte dos nossos pressupostos sobre o mundo em que nos encontramos", continuou o ministro português.»

Se alguma vez deflagrar uma guerra entre a Rússia e a NATO, vai ser lindo ver estes "Cravinhos" que andam agora pela Europa a "bater no peito", a correrem depois como cobardes em pânico para dentro dos seus bunkers, para se tentarem esconder dos mísseis russos. O problema, para os "Cravinhos" desta vida, é que com bunker, ou sem bunker, o SVR tem muitos informadores dentro da própria NATO e por isso mesmo, tem conhecimento pormenorizado 24/7, sobre a localização exacta das chefias militares e políticas da NATO. Para os mais leigos nestas matérias, o que isto significa pura e simplesmente, é que em caso de guerra entre a Rússia e a NATO, as chefias militares e políticas da NATO, vão ser muito rapidamente "decapitadas", o que se traduzirá numa igualmente rápida perda das capacidades de comando e controlo da NATO.

Resta apenas saber e eu confesso que adorava mesmo saber, quanto é que o Império paga a estes "Cravinhos", que andam pela Europa e o Mundo a vomitar o seu lixo verbal russofóbico? Judas Iscariotes vendeu Jesus aos romanos por trinta moedas de prata e tu Cravinho, por quanto é que tu andas a vender essa tua alminha refinada ao Diabo?

terça-feira, 8 de junho de 2021

Essencialmente, a Diferença Entre a Rússia e a NATO, Resume-se Hoje a Isto...

 
Essencialmente, a diferença entre a Rússia e a NATO, resume-se hoje a isto:

https://www.veteranstoday.com/2021/05/11/syrian-soldiers-with-the-support-of-the-russian-aerospace-forces-killed-338-terrorists/

Enquanto os EUA/NATO e Israel andam a apoiar activamente o terrorismo na Síria, a Rússia anda a combater esse mesmo terrorismo. Só entre 23 de Abril e 12 de Maio deste ano, foram mortos 338 terroristas pelas forças russas na Síria, em coordenação com o Eixo da Resistência. Foram também capturadas no mesmo espaço de tempo, mais de 20 toneladas de munições e várias peças de artilharia, entre outro equipamento bélico. 

Entretanto, a tropa ianque que está ilegalmente a ocupar os campos de petróleo em Deir Ezzor, encontra-se neste estado a defender a "democracia" e os "direitos humanos" na Síria


 
 

Conseguem enxergar a diferença?!

Os EUA/NATO e Israel têm de mandar mais terroristas para a Síria. A UE também tem de mandar mais "apoio humanitário", para os grandes "democratas" da Frente Al-Nusra e do "Estado Islâmico". A sério, mandem mais, especialmente mais armas e munições de fabrico americano ou israelita e não se esqueçam, já agora, de fornecer logo a cada terrorista um saco para cadáver, de preferência biodegradável, porque isto de se ficar com o corpo a decompor ao ar livre, não é coisa bonita de ver...

Lembram-se dos "jihadistas portugueses" que partiram para a Síria, para combater sob a bandeira do autodenominado "Estado Islâmico"? De acordo com as informações disponíveis, praticamente todos foram mortos em combate pelo Eixo da Resistência. Se a UE enviar mais lixo deste para a Síria, o Eixo da Resistência vai matar ainda mais e vai continuar a matá-los, até nem um único terrorista wahhabita restar em solo sírio, tal conforme foi prometido. Espero que isto fique bem claro.

Os amadores do Serviço de Informações de Segurança (SIS), fariam bem em preocupar-se menos com as suas lojinhas maçónicas e investigar a sério, de forma credível e robusta, quem é que anda verdadeiramente a financiar e a armar grupos terroristas no Médio Oriente. Mas lá está, talvez a verdade não lhes convenha...

Telefonema para o Ministério da Defesa

 

domingo, 6 de junho de 2021

Os EUA Estão a Seguir o Mesmo Caminho da URSS

 
Se o Presidente Putin o diz, é porque deve ser mesmo verdade:

«In its relations with other countries, the United States is following in the footsteps of the Soviet Union, Vladimir Putin said in a meeting with news agency editors at the St. Petersburg International Economic Forum (SPIEF).

“What does the problem of empires consist of?” They believe themselves to be so powerful that they can afford small mistakes and inaccuracies: we will buy them, we will intimidate them, we will find an agreement with them ”, declared the Russian President. According to him, in such a scenario, the number of problems gradually increases until a moment arrives when “we can no longer manage them”.

“And the United States is following, with a confident step, the same path followed by the Soviet Union”, estimated the head of the Kremlin.

Putin’s statements come against the backdrop of the unprecedented deterioration of Russian-American relations since the breakup of the USSR. Already damaged by the Ukraine crisis, relations between Moscow and Washington experienced another difficult moment after the United States accused Russia of meddling in the 2016 presidential election.»

Qualquer pessoa que acompanhe regulamente as declarações dos dirigentes do Império Anglo-Sionista, percebe rapidamente que esta gente está imbuída de um sentimento de superioridade, arrogância e invulnerabilidade absoluta. Isto constitui, simultaneamente, um perigo existencial não apenas para o próprio Império - que está claramente a ser dirigido por pessoas que perderam por completo a noção da realidade - mas constitui também um perigo para toda a Humanidade, pois temos neste momento uma potência com um arsenal de milhares de armas nucleares, que apesar de velho, pode num acto de loucura e desespero total, ser usado como uma última opção, uma última tentativa de reverter a situação desastrosa para onde caminha, por parte da elite anglo-sionista.

Eu não tenho, portanto, a mais pequena dúvida de que o gangue de psicopatas que dirigem o Império, estão dispostos a desencadear a Opção Samson, se os mesmos sentirem que estão à beira de uma derrota catastrófica iminente. Esta gente, que serve apenas Satanás, não tem qualquer problema em arrastar o Mundo inteiro para um Armagedão nuclear e matar milhões ou até mesmo biliões de pessoas inocentes. A Rússia, a China e o Irão, sabem portanto os riscos que correm ao desfiar e enfrentar o Império, da forma como o estão a fazer. No entanto, também não existe qualquer alternativa a esta situação, pelo simples motivo de que se o Império não for enfrentado, o "filme de terror" que a Humanidade e o Mundo estão a viver, vai ser cada vez pior. Os anglo-sionistas nunca vão parar, a não ser que sejam forçados a parar e se tal não ocorrer, as forças da Nova Ordem Mundial vão continuar a fazer o que têm feito até aqui, que é simplesmente ir "caçando" País atrás de País, de forma a aumentar continuamente as fronteiras do Império, até a elite sionista ser a dona absoluta do Mundo e Jerusalém ser a Capital deste projecto cabalmente diabólico. 

No meio disto tudo, a UE constitui apenas um "meio para se atingir um fim", da parte dos anglo-sionistas. Todo e qualquer País que cai na "armadilha" da UE, começa imediatamente a ser gradualmente desmantelado cultural, económica, militar e espiritualmente. Portugal é um óptimo exemplo deste processo de destruição e basta ver como em muitos aspectos, a Nação dos portugueses já sucumbiu quase por completo à Nova Ordem Mundial. Os anglo-sionistas já não precisam de se esforçar muito para acabar com o que resta de Portugal e até mesmo do Ocidente, em larga medida. 

O mais irónico ainda, no meio disto tudo, é que toda esta orgia de destruição, é feita de forma "democrática". De eleição em eleição, lá vão os "carneirinhos" votar nos candidatos aprovados pelo "sistema". Depois, à noite, surgem os "analistas" e "especialistas" na televisão, também eles escolhidos a dedo e com selo de aprovação kosher, para explicarem aos "carneirinhos" que sim, que estes realmente têm poder e mandam muito, só porque metem um papelinho numa urna de quatro em quatro anos. A maioria dos portugueses e ocidentais, em geral, julga que realmente tem algum poder de decisão só porque vive numa "democracia", a realidade, porém, é exactamente ao contrário: vocês não têm poder rigorosamente nenhum e não mandam, nem decidem nada. A "democracia", tal como existe hoje na Europa e EUA, é apenas um jogo de ilusões, que visa enganar as massas e manter as mesmas "anestesiadas" e apáticas, aliás, eles não lhe chamam o "jogo democrático" ou "jogo dos partidos" ao acaso...

A Rússia, a China, o Irão e os seus aliados, são hoje a única força credível e capaz, que realmente está a combater esta insanidade e a distopia que se prepara. Eu próprio, fui inicialmente extremamente desconfiado destes países, mas pouco a pouco comecei a perceber que Putin, Xi Jinping e Ali Khamenei, estavam a entrar em choque directo com a Nova Ordem Mundial e a elite apócrifa do Império. A maior prova disto, é a propaganda que o Império Anglo-Sionista actualmente produz para diabolizar estes países. Alguém pode mesmo acreditar que se Putin fosse realmente "oposição controlada", como alguns idiotas afirmam, que ele teria enviado tropas russas para a Síria, com a intenção de derrotar os planos sionistas no Médio Oriente? A Rússia de Putin, arrasou por completo o Plano Oded Yinon e impediu os israelitas de destruírem a Síria e consequentemente o Líbano, onde cerca de 40% da população é cristã e vive sob a capa protectora do Hezbollah, que é, de longe, a única força militar verdadeiramente capaz no País. Eu garanto-vos que os sionistas, hoje, estão a espumar de ódio contra Putin e a Federação Russa e quem tiver a mais leve dúvida sobre isto, só precisa de ligar a televisão e ouvir o que os judeus sionistas dizem sobre a Rússia na CNN, Fox News, MSNBC, Sky News, BBC, etc...

Xi Jinping é outro homem que hoje é alvo das teorias da conspiração mais mirabolantes que se pode imaginar. Sejamos sinceros e francos, alguém pode seriamente acreditar que o Presidente Xi Jinping é um "agente" da Nova Ordem Mundial, quando vemos que o mesmo é claramente, na prática, um tradicionalista conservador e nacionalista? Não é a China, nem Xi Jinping, que estão a empurrar a agenda LGBT no Ocidente, ou a inundar a Europa e os EUA com "migrantes". Também não é a China que tem estado a destruir as classes médias ocidentais e a retirar gradualmente o poder de compra às mesmas, num plano a longo prazo que visa reduzir os goyim à mera condição de escravos. Tudo isto, toda esta desgraça, tem sido levada a cabo pela classe política traidora que governa a UE e os EUA. Aliás, os EUA têm estado ao longo das últimas décadas a cercar a China com bases militares, o que só por si demonstra o ponto a que o Império Anglo-Sionista considera a China uma ameaça. John Pilger, produziu um excelente documentário que versa exactamente sobre isto, chamado The Coming War on China

Quanto ao Irão, nem vale a pena acrescentar muito mais, pois esse País já demonstrou no terreno, que é um bastião inquebrável da resistência ao Sionismo e foi, diga-se de passagem, o único País no Mundo, desde a Segunda Guerra Mundial, que teve a coragem e tenacidade para atacar abertamente uma base militar americana com mísseis balísticos e avisou os EUA, que caso estes retaliassem, o próximo passo seria o lançamento de milhares de mísseis balísticos contra Israel, a Arábia Saudita e TODAS as bases e instalações militares americanas no Médio Oriente. A elite anglo-sionista, em choque absoluto com o que tinha acabado de acontecer em Ayn Al Asad, percebeu que a "coisa" era mesmo a sério e decidiu não retaliar. Posso-vos dizer que as estimativas que os militares iranianos tinham feito antes de lançar o ataque contra a base aérea de Ayn Al Asad, era de que seria possível matar entre 5 a 10 mil soldados americanos em apenas dois ou três dias, se as bases dos EUA no Médio Oriente, fossem todas atacadas em simultâneo com uma chuva de milhares de mísseis balísticos, cada um a transportar uma ogiva com 500kg de explosivos. Depois dos mísseis balísticos, começariam a cair os rockets, morteiros e drones do Eixo da Resistência. Os biliões de dólares que os EUA investem nas suas forças armadas e em tecnologia, não os iriam salvar do custo humano que lhes seria imposto pela resistência. A República Islâmica do Irão está totalmente preparada para uma guerra contra Israel e os EUA, que ninguém duvide disto. Se "o Rubicão" for alguma vez ultrapassado pelo anglo-sionistas, Teerão vai sujeitar os EUA e Israel, a um grau de sofrimento extremamente elevado e como eles já não estão habituados a sentir desde a Segunda Guerra Mundial.

O Ocidente, liderado pelos EUA/NATO, Israel e a UE, entrou numa rota de decadência e colapso civilizacional, que só pode vir agora a acabar muito mal. Muito mal mesmo. Os danos infligidos à estrutura social, familiar, cultural e religiosa, são de tal ordem, que são já quase irreversíveis em muitos aspectos e mesmo que as forças da Nova Ordem Mundial sejam derrotadas e expulsas do poder, o Ocidente vai levar décadas a conseguir recuperar desta tragédia. Pode ser, apesar de tudo, que no caso de Portugal se consiga pelo menos salvar o bacalhau com todos e os pasteis de nata...

 

O Mito do "Povo Escolhido"

 

sábado, 5 de junho de 2021

O Irão Apresenta o Seu Novo Drone "Gaza" e um Novo Sistema de Defesa Anti-Aérea

 
É inegável, sob todos os pontos de vista, que a indústria militar da República Islâmica do Irão, está cada vez melhor e mais auto-suficiente e com sanções, ou sem sanções, o Irão continua a sua marcha imparável, rumo à vitória final sobre o Estado Terrorista de Israel e o Império Anglo-Sionista.

Após o assassínio cobarde do General Qasem Soleimani, o Líder Supremo do Irão, o Ayatollah Ali Khamenei (que Deus o guarde!), jurou vingança contra os responsáveis por tal acto criminoso e essa vingança, está em plena execução perante os olhos do Mundo. O ataque com mísseis balísticos contra a base aérea de Ayn Al Asad no Iraque em Janeiro de 2020, foi apenas uma pequena "bofetada" na cara do Império. A verdadeira vingança, essa, é a que está a caminho e que passa pela expulsão de todas as tropas americanas e da NATO do Médio Oriente. Esta foi a promessa que foi feita e foi precisamente com esta intenção, que se criou o Eixo da Resistência, onde estão coligadas as várias forças militares, que hoje se batem contra os interesses e a presença do Império Anglo-Sionista no Médio Oriente.

Aconselho seriamente TODOS os militares da NATO a recusarem-se a ir para o Médio Oriente, nem que seja nas tais "missões de paz" da treta. Se forem, correm um risco elevado de o Eixo da Resistência, vos enviar de volta para as vossas famílias, numa cadeira de rodas ou dentro de um caixão...
 

Isto é o Estado Pindérico a Que o (Des)governo de Portugal Reduziu a Instituição Castrense

 

Isto é o estado pindérico a que o (des)governo de Portugal reduziu a instituição castrense:

https://novoadamastor.blogspot.com/2021/06/regimento-de-infantaria-forma-15-novos.html

Que não reste a mais pequena dúvida de que as Forças Armadas de Portugal, cessaram oficialmente de existir. Há empresas de segurança privada no Mundo, como o Grupo Wagner, que têm mais poder de fogo e capacidades militares, do que as Forças Armadas de Portugal. Isto é triste de se dizer, mas é a verdade...

sexta-feira, 4 de junho de 2021

A China, a Eterna China, é a Nova Obsessão do Ocidente


Não sou propriamente um admirador ou seguidor de Andrew Anglin, mas que o homem tem razão de sobra em muita coisa que escreve, lá isso tem:

https://dailystormer.su/the-face-of-things-to-come-us-military-will-use-chinese-made-drones-despite-hacking-rhetoric/

A China, a eterna China, é a nova obsessão do Ocidente sob ocupação sionista. E porquê o ódio? Porque é que os governos ocidentais - na sua larga maioria reduzidos a meros vassalos ridículos do Império Anglo-Sionista - odeiam tanto a China? Pois bem, a resposta a esta pergunta é bastante simples: A China é odiada, porque a China, hoje, representa tudo aquilo que a elite anglo-sionista mais despreza e abomina na face da Terra, ou seja, o Nacionalismo e a Independência, a verdadeira Independência, liberta de quaisquer relações de vassalagem ou subjugação a forças externas. 

A pseudo-direita com selo kosher, "anti-sistema" e "democrática", que hoje lavra pelo Ocidente, espalhando mentiras e desinformação, bem que pode inventar sobre a China aquilo que quiser e lhe apetecer, que nada apagará a verdade ou impedirá a mesma de vir ao de cima e a verdade, a verdade verdadinha que eles não suportam e tentam esconder a todo o custo, é que o Presidente Xi Jinping é mil vezes mais patriótico, conservador e ético do que qualquer Bolsonaro, Trump, Le Pen, Salvini ou Orbán.

A China contemporânea, é um regime que instila princípios nacionalistas na sua juventude e promove a masculinidade. No Ocidente "democrático" e "avançado", pelo contrário, promovem-se paradas gays, o consumo de droga e ensinam-se os rapazes a comportarem-se como raparigas. Percebem a diferença? Conseguem enxergar aquilo que hoje, separa a Civilização Chinesa, da absolutamente decadente "Civilização" Ocidental?!

O Ocidente foi completamente minado cultural e espiritualmente pelas ideias alucinadas da Escola de Frankfurt, que, diga-se de passagem, são completamente proibidas na China, pois são consideradas pelo regime maoista como sendo subversivas da sociedade. Essa gente de "direita" que anda por aí a acusar o regime chinês das piores coisas que se pode imaginar, incluindo a propagação daquilo que designam por "Marxismo Cultural", que experimentem ir à China e fazer por lá propaganda à homossexualidade ou a essa aberração doentia da "identidade de género" e logo vão ver o que vos vai acontecer...

O grande paradoxo da China Maoista, é que a mesma se transformou num regime mais conservador do ponto de vista social, do que qualquer regime de direita que existe actualmente no Ocidente. Mas lá está, os fanáticos que têm a cabeça lavada pela propaganda do "sistema", não entendem, nem conseguem ver isto. No Mundo das "bolsonetes" e dos "trumpistas" só existe a China má. A China que quer dominar o Mundo e onde o Presidente Xi Jinping, qual Doutor Fu Manchu, é equiparado a uma espécie de Tamerlão do século XXI.

A "lua de mel" que o Ocidente teve com a China e que durou desde a Presidência de Richard Nixon, até à Presidência de Donald Trump, deveu-se apenas ao facto de a elite anglo-sionista ter julgado que poderia controlar a China e fazer com que a mesma alinhasse no diabólico projecto da Nova Ordem Mundial. Não pode. Nunca poderá. A consolidação de Xi Jinping no poder veio demonstrar isto mesmo e veio revelar ao Mundo uma nova China, dedicada não à pilhagem selvagem do Terceiro Mundo e das nações mais fracas, mas à cooperação internacional. A ordem global que a China busca, é uma ordem baseada acima de tudo no respeito mútuo entre as nações e isto, isto sim meus caros, é um princípio de Civilidade básica que os anglo-sionistas odeiam e de que maneira!

Os EUA/NATO e Israel sabem que a China e a Rússia estão a agir em coordenação no concerto das nações e sabem também que é apenas uma questão de tempo, até o Império ser desmantelado e a NATO neutralizada de uma vez por todas. Isto é algo que tem de ser feito e o mais rapidamente possível, pois a NATO e o Império Anglo-Sionista, transformaram-se numa ameaça existencial à Humanidade e são, nos dias que correm, os principais patrocinadores de terrorismo e barbárie no Mundo. 

O risco de uma guerra nuclear agora é extremamente elevado, devido ao simples facto de que a messiânica elite anglo-sionista que comanda o Ocidente, não aceita de forma alguma ser derrotada e expulsa do poder. Esta incapacidade em reconhecer e aceitar a derrota, associada à crença numa espécie de invulnerabilidade sobre-humana, é o factor principal que, a meu ver, poderá levar a elite anglo-sionista a carregar no botão nuclear e até mais rápido do que todos pensamos, pois o tempo não joga neste momento a favor da mesma. 

Quem vive nas grandes cidades deve preparar-se para o pior e deve, se possível, tomar medidas próprias para aumentar a sua possibilidade de sobrevivência em caso de ataque nuclear. Este conselho que vos estou a dar, se for correctamente executado, poderá salvar a vossa vida...