sábado, 22 de maio de 2021

Nos Próximos Tempos Iremos Provavelmente Assistir a Uma Rússia Mais Agressiva e Intolerante Para Com a Permanente Incivilidade Ocidental

  
 
 
A Federação Russa, apesar do permanente chinfrim russofóbico dos media ocidentais, tem sido até demasiado meiguinha para com os seus inimigos até agora. Paul Craig Roberts, que é de longe um dos americanos que mais defende e admira as políticas de Vladimir Putin, criticou recentemente o Presidente Putin numa entrevista dada aos media russos, acusando o mesmo de estar a ser demasiado tolerante para com os permanentes insultos, provocações e ataques da parte do Ocidente. Pessoalmente, não concordo com muito daquilo que Paul Craig Roberts afirmou na entrevista (por motivos técnico-militares que não vou explicar aqui...), mas reconheço que o Presidente Vladimir Putin, precisa de ser mais agressivo para com o Ocidente e digo isto porque eu próprio, como ocidental que sou, conheço bem a "tralha" que manda hoje nos governos do Ocidente e por isso mesmo, posso garantir a todos que a única linguagem que esta gente entende é a da força bruta.

Putin está claramente a alterar a sua postura, até porque eu sei que há já algum descontentamento dentro das Forças Armadas da Federação Russa, a propósito, precisamente, da excessiva tolerância e passividade de Putin, designadamente, em relação ao Estado de Israel, que é directamente responsável pela morte de militares russos na Síria. Aliás, talvez muitos ocidentais não saibam, mas já houve vários generais russos que pediram ao Kremlin para retaliar militarmente contra Israel, nomeadamente bombardeando as bases aéreas israelitas de onde partem os F-16 e F-35, que ocasionalmente vão largar umas bombas na Síria. Outra opção possível é usar os sistemas de defesa anti-aérea S-300 e S-400, que os russos instalaram na Síria, para abater os caças israelitas. Putin até aqui tem travado estes impulsos de retalição directa e mais do que justa, mas não vai conseguir fazê-lo durante muito mais tempo.

Nos próximos tempos iremos provavelmente assistir a uma Rússia mais agressiva e intolerante para com a permanente incivilidade ocidental. A recente ameaça de Putin de "partir os dentes" aos inimigos da Rússia, é uma mensagem que tem um alvo e esse alvo são precisamente os EUA/NATO, a UE e também o Estado de Israel. Esta gente o melhor que tem a fazer, é perceber e perceber muito rapidamente que o Mundo Civilizado - que hoje é claramente liderado pela Rússia, a China e o Irão - não vai tolerar mais insultos, nem provocações, venham eles de onde vierem

Talvez, pensando bem no assunto, não fosse má ideia os líderes políticos e militares dos EUA/NATO e Israel, começarem a pensar em ir tirar uma especialidade em Odontologia...

Sem comentários:

Enviar um comentário